Adrian Bridge
Adrian Bridge teve, pela primeira vez, contacto com a indústria do vinho do Porto em 1982, quando conheceu a sua esposa Natasha. No entanto, só entrou para  o setor em 1994.

Em 1983 fora incorporado na primeira divisão de guardas da Rainha de Inglaterra ( Queen´s Dragoon Guards ) depois de ter sido premiado com o "Sword of Honour" (Espada de Honra), como cadete líder do seu ano, em Sandhurst. Após cinco anos de serviço militar, período no qual passou um ano em serviço de manutenção da paz com as Nações Unidas, foi trabalhar para um banco de investimento. Juntou-se ao banco NatWest Investment, em Londres, onde se tornou chefe de vendas de ações e participações dos EUA.

Em 1994, ele e a sua esposa fixaram residência em Portugal, onde assumiu o controlo das marcas da empresa, vinhos do Porto Taylor’s e Fonseca, nos mercados do Reino Unido e dos EUA. Acompanhou em primeira mão as mudanças no mercado do Reino Unido e esteve envolvido na rápida expansão do mercado dos vinhos do Porto nos EUA durante a década de 1990.

Em 2000, assumiu formalmente o cargo de Diretor Geral do grupo "Taylor Fonseca”. Teve uma intervenção crucial no grupo com a compra do património da empresa Borges em 1999, mais tarde expandindo a empresa com a compra da Croft e da Delaforce em 2001, diretamente ao grupo Diageo. A subsequente reorganização da empresa para formar a The Fladgate Partnership, e a reconstrução destas marcas tem ajudado o grupo a tornar-se um líder no fornecimento de vinho do Porto nos mercados mais importantes do mundo.

O grupo empresarial The Fladgate Partnership tem investido substancialmente em vinhas e adegas nos últimos anos e tem mantido um papel pioneiro nesta área. Ao contrário de todas as empresas de vinho do Porto, a The Fladgate Partnership optou por não investir num projeto de vinhos de mesa do Douro, mas manteve o seu foco na produção de vinho do Porto de qualidade.

A empresa ganhou muitos prémios, incluindo European Winery do Ano 2003 pela publicação The Wine Enthusiast, uma revista de vinhos americana, e foi premiada em mais vinhos com 100 pontos do que qualquer um dos seus concorrentes. Os vinhos do Porto Vintage da Taylor’s e Fonseca são considerados a referência de qualidade para o setor.

Em 2008 Adrian criou um novo conceito de vinho do Porto – o Croft Pink – o primeiro novo vinho do Porto criado  pela nova geração.

Em 2010, o Hotel The Yeatman foi inaugurado - este hotel vínico de luxo  é fruto do trabalho de Adrian Bridge  ao longo de 5 anos, tendo estado  envolvido em todos os detalhes desde o conceito, ao design, marca e ao respectivo lançamento. Pelo seu contributo recebeu a "Medalha de Ouro" da cidade de Vila Nova de Gaia - a mais alta honraria civil que um município pode oferecer.

Taylor's